Recicle a sua lista de e-mails e melhore seus resultados

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Esse é um fato indiscutível: o sucesso da sua campanha de e-mail marketing dependerá de uma lista de contatos de qualidade. É comum que as listas de contatos fiquem desatualizadas com o tempo. Uma base de dados que é deixada de lado, sem revisões e acompanhada de uma campanha de marketing sem qualidade refletirá em poucos cliques e acessos.

Uma das dicas é remover os contatos ausentes. Observar alguns detalhes como a última vez que o usuário comprou um produto, acessou um e-mail marketing ou site ajudará na atualização dos contatos. Ter uma lista menor, porém confiável, ajudará em obter resultados mais positivos na campanha de marketing e reduzir os gastos. A economia gerada pode ser, por exemplo, investida em outros tipos de relacionamentos digitais, como o SMS.

Aproveitando que você está deixando a sua lista de contatos mais enxuta,  confirme se alguns endereços de e-mail mudaram. Isso evita que você receba notificações avisando que o e-mail não existe e evita que fique apagando esses tipos de mensagens.

Outra ação que deve ser evitada é a eliminação permanente de contatos inativos. A falta de atividade do e-mail pode ocorrer por três motivos: a pessoa mudou de ideia e não quer se cadastrar; a pessoa não entendeu como funciona o sistema de ativação ou a mensagem de confirmação foi para o SPAM e ela não viu. O correto é enviar um e-mail periodicamente para retomar o contato com esses “inativos”.

Já os contatos ativos devem ser analisados detalhadamente. Dados demográficos e do dia e horário em que se inscreveram, além de comportamento de consumo e preferências ajudarão a segmentar campanhas de e-mail marketing. Quanto mais estratégico e específico forem os envios, mais efetivos serão os resultados.

As análises desses dados auxiliarão quando você quiser localizar onde estarão os seus potenciais novos contatos. Utilize as informações para atrair novos clientes criando campanhas em outros canais de comunicação, como sites especializados ou redes sociais.

Fonte: http://goo.gl/h0qW8N