Brasil deixa lista de países que mais emitem spam no mundo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Falamos aqui em posts anteriores sobre a importância da implantação da Porta 587 para a redução de spammers no Brasil, certo? Pois então, de acordo com as estatísticas da lista CBL (Composite Block List), que é frequentemente atualizada com dados referentes a IPs que enviaram spam nos últimos 10 dias, o Brasil já não participa do grupo de países que mais enviam e-mails indesejados.

O resultado é fruto da campanha de implantação da Porta 587, que vinha sendo realizada desde 2005. Em 2009, o País estava em primeiro lugar com mais de um milhão de IPs, o que é referente a 17% de todos os listados. Com menos 200 mil IPs, o Brasil agora ocupa a 12ª posição.

Com a melhora no ranking, fica evidente um dos objetivos do programa de Gerência de Porta 25, lançado pelo Comitê Gestor de Internet (CGI.br), em 2005, que contempla inúmeros acordos visando uma redução de envios de mensagens maliciosas por redes domésticas. Desta forma, em dezembro de 2012, por meio do gerenciamento das redes, ocorreu o bloqueio da principal saída de spams dos computadores.

O conselho do CGI.br afirma ser necessário continuar acompanhando os números, pois é uma rede muito grande, e as medidas precisam ser feitas continuamente. Com o processo, a expectativa é de que o Brasil continue caindo no ranking.

Fonte: Convergência Digital UOL